GLOSSÁRIO GLOSSÁRIO

Categorias de glossário

S

MMS-

Multimedia Messaging Service. Serviço de mensagens multimédia.
 

SCART-

Designação usada para o interface com fichas de 21 pinos que liga equipamentos de áudio e vídeo, sistemas de jogos, leitores de DVD, gravadores de vídeo, descodificadores e outros equipamentos a televisores.
Interface SCART

Serviço da sociedade da informação-

Qualquer serviço prestado à distância por via eletrónica, mediante remuneração ou pelo menos no âmbito de uma atividade económica, na sequência de pedido individual do destinatário.

Serviço postal-

Atividade que integra as operações de aceitação, tratamento, transporte e distribuição de envios postais, que sejam endereçados na forma definitiva obedecendo às especificações físicas e técnicas que permitam o seu tratamento numa rede postal e respetiva entrega no endereço indicado no próprio objeto ou no seu invólucro. Para mais informação, consulte: Perguntas frequentes sobre serviços postais.

Serviço postal universal-

Oferta de serviços postais com qualidade especificada, disponível de forma permanente em todo o país, a preços acessíveis a todos os utilizadores, visando a satisfação das necessidades de comunicação das pessoas e empresas. O serviço universal abrange, dentro do país e relativamente a envios internacionais com origem ou destino em Portugal:
  • os envios de correspondência, livros, catálogos, jornais e outras publicações periódicas até 2 kg de peso;
  • os envios de encomendas postais até 10 kg de peso;
  • a entrega no território nacional de encomendas postais com origem noutros Estados-Membros da União Europeia até 20 kg de peso;
  • os envios registados; e
  • os envios com valor declarado.
Os CTT são, até 31 de dezembro de 2020, o operador do serviço postal universal em Portugal. Para mais informação, consulte: O que é o serviço postal universal?

Serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagem ou mensagens de valor acrescentado-

Serviços da sociedade de informação prestados através de mensagem suportada em serviços de comunicações eletrónicas (incluindo, nomeadamente, SMS e MMS), que impliquem o pagamento pelo consumidor, de forma imediata ou diferida, de um valor adicional sobre o preço do serviço de comunicações eletrónicas, como retribuição pela prestação do conteúdo transmitido, designadamente pelo serviço de informação, entretenimento ou outro. Atualmente, o acesso aos serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagem é feito através de indicativos com cinco dígitos, iniciados por 61, 62, 68 ou 69. Para mais informação, consulte: Perguntas frequentes sobre mensagens de valor acrescentado.

Serviços públicos essenciais-

Serviços definidos por lei que abrangem os serviços de comunicações eletrónicas e os serviços postais, bem como:
  • Serviços de fornecimento de água;
  • Serviços de fornecimento de energia elétrica;
  • Serviços de fornecimento de gás natural e gases de petróleo liquefeitos canalizados;
  • Serviços de recolha e tratamento de águas residuais; e
  • Serviços de gestão de resíduos sólidos urbanos.

Serviço universal de comunicações eletrónicas-

Conjunto mínimo de serviços, definido por lei, de qualidade especificada, que deve ser disponibilizado a todos os utilizadores, independentemente da sua localização geográfica e a um preço acessível. Atualmente o serviço universal abrange os serviços seguintes:
  • ligação a uma rede de comunicações pública num local fixo e prestação de um serviço telefónico acessível ao público através daquela ligação, vulgarmente conhecido por serviço telefónico fixo;
  • disponibilização de uma lista telefónica completa e de um serviço completo de informações de listas  (através do número 118); e
  • oferta adequada de postos públicos (vulgarmente conhecidos por cabines telefónicas).
Para mais informação, consulte: Perguntas frequentes serviço universal.

Sistema de validação do utilizador-

Qualquer procedimento de confirmação da identidade do assinante, por parte das empresas, nomeadamente através de senhas de acesso/códigos de validação ou da indicação de dados de identificação que, com o acordo expresso ou tácito deste, seja utilizado para a celebração, modificação ou cessação do contrato.

SMS-

Short Message Service. Serviço de mensagens curtas.

SPAM-

Termo utilizado vulgarmente para designar comunicações eletrónicas não solicitadas, por exemplo, através de um email ou SMS. A entidade competente em matéria de SPAM é a CNPD - Comissão Nacional de Proteção de Dados. Para mais informação, consulte: O que posso fazer se receber mensagens de SPAM?

STB-

Set-Top-Box. É um equipamento descodificador que se liga ao televisor e a uma fonte externa de sinal (cabo ethernet, cabo coaxial, linha telefónica ou antena tradicional) e transforma esse sinal de forma a que a emissão possa ser vista no televisor.

T

TDT-

Significa televisão digital terrestre e é um serviço que veio substituir a televisão tradicional. Com a TDT, o sinal de televisão passou a ser transmitido de forma digital, em vez da forma tradicional (analógica).

Tempo necessário para a ligação inicial-

Período máximo que medeia entre a apresentação, pelo interessado, de um pedido válido para a prestação do serviço ou oferta agregada de serviços pela empresa e a sua efetiva disponibilização.

Track & Trace-

Produto que permite o acompanhamento e localização do objeto postal a qualquer momento até à entrega ao destinatário segundo a atribuição de um código de barras com número de identificação único. (fonte: CTT)

Traffic shaping-

Mecanismo usado pelos operadores para gerir o tráfego de Internet, através da aplicação de restrições ao tráfego e à velocidade contratados, de acordo com a política de cada operador. Este mecanismo pode levar a que o tráfego e a velocidade contratados sofram restrições. Sempre que o operador opte por aplicar restrições ao tráfego deve informar convenientemente os seus clientes.

U

UHF-

Ultra High Frequency. Sigla usada para designar a faixa de radiofrequências de 300MHz até 3GHz. É uma faixa de frequências comum para transmissão de sinais de televisão.

Upload-

Transferência de um conjunto de dados do seu computador para um servidor.

Utente-

Pessoa singular ou coletiva a quem o operador do serviço se obriga a prestá-lo.
 

Utilizador-

Pessoa singular ou coletiva que utiliza um serviço de comunicações.

V

VCR-

Video Cassette Recorder. Gravador de vídeo que utiliza cassetes.

Velocidade-

Quantidade de dados transmitidos (bits), discriminada consoante o seu sentido (upload/download), por unidade de tempo (segundo), medida em bits por segundo (Kbps, Mbps ou Gbps).
A velocidade de download é a velocidade da transferência de um conjunto de dados de um servidor para o seu computador.
A velocidade de upload é a velocidade da transferência de um conjunto de dados do seu computador para um servidor.

ViaCTT-

Caixa postal eletrónica, disponível num portal da Internet, que permite a receção do correio em formato digital. Complementa a caixa postal física (correio tradicional) dado permitir a receção do correio em formato digital, remetido pelas entidades emissoras aderentes à ViaCTT, desde que autorizadas pelo titular da caixa. Esta caixa postal eletrónica não tem qualquer custo para os destinatários. (fonte: CTT)

VoIP-

Voice Over Internet Protocol. Tecnologia que permite realizar chamadas utilizando a internet (preferencialmente, de banda larga). Para fazer chamadas VoIP é necessário um computador pessoal com microfone e auscultadores, um telefone IP, um telefone normal ligado a um adaptador IP ou um telefone móvel com funcionalidades de banda larga (smartphone). Para mais informação, consulte: Perguntas frequentes sobre VoIP.

W

WAP billing-

É um mecanismo que permite aos consumidores adquirir conteúdos a partir de páginas WAP (Wireless Application Protocol), que são cobrados diretamente na fatura de serviço de acesso à Internet ou descontados no saldo (no caso dos pré-pagos).

Z

Zapper-

Modelo simples de descodificador (de TDT) que só permite ver os canais, com uma quantidade limitada de funcionalidades e informações sobre os eventos correntes e futuros.

Zero rating-

Prática comercial utilizada por alguns operadores de serviços de acesso à Internet, especialmente operadores móveis, na qual o volume de dados de serviços e aplicações específicas está incluído no limite mensal do volume de dados dos utilizadores. Promove uma variedade ampla de oferta para os utilizadores mais sensíveis aos preços, encorajando-os a utilizar serviços digitais. Para mais informação, consulte: O que é a Internet aberta e quais os benefícios para os consumidores?