SERVIÇOS POSTAIS SERVIÇOS POSTAIS

Estações e postos de correios

Ouvir com ReadSpeaker

Encerramento de estações e postos de correios

Compete aos CTT gerir a rede postal, cumprindo determinadas regras, pelo que a empresa pode decidir encerrar estações ou postos de correio ou reduzir o respetivo horário de funcionamento.
Em todo o caso, enquanto operador do serviço postal universal, os CTT estão obrigados a cumprir determinados objetivos de densidade da rede postal e de ofertas mínimas de serviços, incluindo períodos mínimos de funcionamento das estações e postos de correios. Esses objetivos são propostos pelos CTT e aprovados pela ANACOM, sendo fixados para períodos de três anos, tendo em consideração critérios como a densidade da população no território nacional, a distância entre os pontos de acesso ao serviço, a natureza urbana ou rural das zonas abrangidas e a evolução do tráfego e da procura.
A ANACOM monitoriza a atividade dos CTT, garantido que a empresa assegura a prestação do serviço postal universal em todo o território nacional e cumpre os seus deveres.
Para saber qual a estação ou posto de correio mais próximo de si e obter informação sobre os respetivos contactos, serviços prestados, horário e mapa, consulte a página dos CTT na Internet.

Saiba mais:
Objetivos e regras de densidade da rede postal e de ofertas mínimas de serviços dos CTT (2014 a 2016)
 

Problemas no atendimento nas estações e postos de correios

Situações como a correção dos funcionários, a falta de condições das lojas ou as regras de gestão das senhas de atendimento não são reguladas por lei.
Se foi mal atendido numa estação ou posto de correios, recomendamos que exponha a situação ao operador. Conhecendo as situações que geram insatisfação nos seus clientes, este poderá introduzir melhorias nos seus procedimentos que evitem situações idênticas no futuro.
Tenha em atenção que a utilização de alguns serviços postais pode depender, entre outros aspetos, da identificação dos utilizadores. Compete aos CTT definir as formas de identificação dos utilizadores que admite e os casos em que essas formalidades são exigíveis. Assim, para saber que documentos tem de apresentar para levantar uma carta registada ou uma encomenda que lhe seja dirigida deve contactar os CTT.

Atendimento prioritário nas estações e postos de correios

A partir de 27 de dezembro de 2016, todos os operadores passaram a ter de dar prioridade no atendimento nas suas lojas às pessoas com deficiência ou incapacidade, idosos, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo.
Desde essa data, os operadores devem assegurar que atendem com prioridade:
  • pessoas com grau de incapacidade igual ou superior a 60%, reconhecido por Atestado Multiusos;
  • pessoas com 65 anos ou mais que apresentem limitações físicas ou mentais evidentes;
  • mulheres grávidas; e
  • pessoas que se façam acompanhar de crianças até 2 anos de idade.
Qualquer pessoa a quem for recusado atendimento prioritário nas lojas dos operadores de serviços de comunicações, em violação das regras definidas, pode chamar a polícia com o objetivo de exercer o seu direito e para que as autoridades tomem nota da ocorrência.